Artigos por categoria: Investimentos

  • fire lamp

    Bolsa e Aquecimento Global: de como o calor afeta as suas decisões

    Um estudo recentemente publicado na revista Psychological Science, conclui que as pessoas tendem a condicionar suas opiniões sobre o aquecimento global à temperatura no momento de emitir a sua opinião. Se o dia está quente, as pessoas tendem a dar mais crédito à teoria do Aquecimento Global. Quando está mais frio, as opiniões também tendem […]

    Leia mais
  • dollar downturn

    Bolsa: um quadro pouco animador

    Os investidores estão começando a se cansar da bolsa. Depois de alguns anos de alegrias (mais especificamente de 2003 a meados de 2008), a bolsa vem derrapando há já 3 anos. O Ibovespa não consegue passar dos 70.000 pontos, e fechou o mês de maio na mesma pontuação de 29/10/2007. Decepcionante. Mas será mesmo? A […]

    Leia mais
  • man with question mark

    Você sabe porque pode perder dinheiro aplicando em renda fixa? Então entenda.

    O Brasil é um país que só muito recentemente saiu da hiperinflação. Faz menos de 16 anos… A inflação, como você sabe, desorganiza tudo. Os preços das coisas ficam malucos, e você não consegue planejar nada para o futuro. Todos vivem do hoje para o amanhã. Neste mundo, os investimentos não encontram terreno fértil para […]

    Leia mais
  • psychology

    Finanças Comportamentais: o que é isso?

    Finanças comportamentais é um ramo das finanças que se dedica ao estudo da influência da psicologia humana nas decisões de investimentos. Parece óbvio que, sendo uma atividade realizada por seres humanos, o ato de investir seja influenciado pelos assim chamados “desvios” da mente humana. Este fato é intuitivo, mas até 1979 não havia recebido o […]

    Leia mais
  • umbrella with dollar

    Risco: uma questão relativa

    O que é risco? Definir risco formalmente pode ser difícil, mas todo mundo sabe o que ele é. Quando perdemos dinheiro em algum investimento, dizemos: “não deveria ter corrido esse risco”. Ou quando vemos que o histórico de um determinado investimento envolve muitas perdas, dizemos: “este investimento é muito arriscado”. Temos então que risco é […]

    Leia mais
  • airbus

    Tesouro Direto: por que não decola?

    Por ser, em geral, muito mais barato do que investir através de fundos de investimento, o Tesouro Direto (compra de títulos públicos diretamente do Tesouro Nacional) é recomendado por 10 entre 10 consultores de finanças pessoais. No entanto, desde que foi lançado, em 2002, o Tesouro Direto conseguiu atrair apenas 236 mil investidores, com um […]

    Leia mais
  • superman

    O gestor, esse desconhecido

    Artigo originalmente publicado no portal InfoMoney. “David Corkins, um dos mais experientes e habilidosos gestores da Janus Asset Management, foi-se embora em novembro. Foi uma grande perda para uma empresa que, aparentemente, estava se recuperando. Corkins havia conseguido bons resultados para o fundo Janus Growth Income. O anúncio seguiu a notícia de que o veterano […]

    Leia mais
  • two business people

    Perfil do investidor brasileiro

    O Ibope, por encomenda da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) acaba de divulgar uma pesquisa sobre o perfil do investidor brasileiro, mais focado em fundos de investimento (aqui). Algumas conclusões da pesquisa: – Dos brasileiros com mais de 18 anos de idade, e que pertencem às classes A, B […]

    Leia mais
  • portas

    Fundo DI x Tesouro Direto x CDB-DI

    Post corrigido em 06/09/11 Para aquele dinheiro de curto prazo, ou para formar uma reserva de emergência, não há o que pensar: coloque os seus recursos em uma aplicação bem conservadora, que acompanhe a variação do CDI. Mas qual? Temos três alternativas: os fundos DI, as Letras Financeiras do Tesouro (LFTs) e os CDBs indexados […]

    Leia mais
  • tax

    O efeito do come-cotas no retorno dos fundos de renda fixa

    Maio é mês de come-cotas para os fundos de renda fixa. Este nome esquisito serve para designar o imposto de renda cobrado semestralmente dos fundos, em maio e novembro de cada ano. Em qualquer aplicação financeira, o IR, quando devido, é cobrado somente no resgate. Não é assim nos fundos de renda fixa: no caso […]

    Leia mais