Artigos por categoria: Renda Fixa

  • ID-10027339 - lotto

    Título de Capitalização x Mega-Sena: o que é melhor?

    O Valor Econômico traz hoje uma reportagem (“Experança x Racionalidade”, para assinantes) sobre os famigerados Títulos de Capitalização. Famigerados porque 10 em cada 10 educadores financeiros condenam essa modalidade de “investimento”. Não é o que parece pensar o investidor médio brasileiro. Segundo a reportagem, nos dois primeiros meses do ano, ao mesmo tempo em que […]

    Leia mais
  • ID-10020671 - 100 Dolar Bills

    Fundos x Tesouro Direto x VGBL: o que é melhor?

    O leitor Leonel manda-me uma questão bastante pertinente: Dr. Money, Fiz uma aplicação de mais de R$ 400 mil no Brasilprev (taxa de administração de 1% – plano VGBL-RF – Regime tributário: Regressiva Definitiva) – tenho 68 anos, já estou aposentado, porem era um dinheiro que não pretendia usar por algum tempo. Será que fiz um […]

    Leia mais
  • movement direction

    Simulador de investimentos de baixo risco

    Toda esta conversa sobre a Caderneta de Poupança certamente aguçou a curiosidade dos investidores sobre o retorno dos investimentos de baixo risco, no qual se inclui a Caderneta. Por investimento de baixo risco podemos entender aqueles que apresentam oscilações diárias mínimas. Nesta categoria, além da Caderneta, incluímos as LFTs e os Fundos DI. Foram muitos […]

    Leia mais
  • pig flower

    As novas regras da Poupança – uma correção

    No post de ontem, As novas regras da Poupança: serviço pela metade, havia trabalhado como hipótese de que a TR deveria ficar em 0,5% daqui para frente. Não é verdade. De agosto de 2009 a abril de 2010, quando a SELIC estava em 8,75%, a TR foi de 0,20% ao ano. Portanto, é bem provável […]

    Leia mais
  • piggy_bank

    As novas regras da Poupança: serviço pela metade

    Como prevíamos em 12 de março (O fim da Caderneta de Poupança como a conhecemos), as regras do investimento mais popular do país foram alteradas. Parabéns para a presidente, que teve a coragem política de proceder a uma mudança há muito necessária. Pena que tenha sido feito pela metade. Da forma como foi anunciada, a […]

    Leia mais
  • euro coins

    Comparar taxas prefixadas com a SELIC: um erro comum

    Muitos investidores no Tesouro Direto, ao avaliarem os títulos prefixados, cometem um erro básico: comparam a taxa paga pelo título com a taxa SELIC daquele momento, e decidem pelo investimento se a taxa prefixada é maior que a SELIC. Por exemplo, neste momento, um título de longo prazo (por exemplo, com vencimento em 2021) está […]

    Leia mais
  • pink pig

    O fim da Caderneta de Poupança como a conhecemos

    Os fundos do tipo Curto Prazo e DI tinham, acumulavam, até a data de ontem, o montante de R$ 319 bilhões. Considerando que esses fundos invistam, em média, 25% de seu patrimônio em títulos privados, restam R$ 239 bilhões em títulos públicos, a maior parte LFTs. Se o total da dívida pública é de aproximadamente […]

    Leia mais
  • Business graph with coins

    O que são os Índices de Mercado Andima – IMA

    Quando você quer saber quanto rendeu a bolsa em determinado período, você verifica a rentabilidade do Ibovespa. Quando você quer saber a rentabilidade do dólar, ou do ouro, ou de qualquer outro ativo, basta verificar a variação dos preços desses ativos. E quanto à renda fixa? Para a renda fixa, a Andima criou um conjunto […]

    Leia mais
  • chart with dollar sign

    Tesouro Direto: qual prazo escolher?

    Uma questão bastante comum quando o investidor está diante de todos aqueles títulos do Tesouro Direto, além de escolher o tipo de papel, é também escolher o melhor vencimento. Já abordamos a escolha do título nos posts NTN-F x NTN-B: o que escolher? e NTN-F x LFT: o que escolher?. A escolha do prazo envolve […]

    Leia mais
  • inflation graph

    A inflação vai subir: a salvação está na NTN-B?

    A última decisão do BC só vai dar certo se tudo o mais der muito errado. Ou seja, a inflação só não vai subir se uma crise de proporções cósmicas se abater sobre o mundo, como em 2008. Como um raio normalmente não cai duas vezes no mesmo lugar, é lícito então desconfiar que a […]

    Leia mais