Os preços dos imóveis estão exagerados no Brasil?

03

O Estadão de ontem trouxe algumas reportagens sobre o custo de vida no Brasil, comparado com o custo de vida nos Estados Unidos. Uma delas (Serviços pesam mais no bolso em SP do que em NY) traz uma tabela interessante, comparando o custo de vários produtos e serviços entre as duas cidades. A maior parte é mais cara em São Paulo, corroborando a reportagem. No entanto, imóveis continuam sendo mais caros em NY. Um apartamento de 100 m2 em área nobre em SP custaria R$ 615 mil, enquanto em NY valeria R$ 2,3 milhões. Mesmo com o custo em SP claramente subestimado (não sei onde o autor da tabela encontrou um ap de 100 m2 por R$ 600 mil…), não chega nem de perto no preço de NY.

Mas o interessante vem agora: o preço do aluguel obviamente também é mais caro em NY: R$ 7.200/mês contra R$ 3.300/mês. Nenhuma surpresa, a não ser a relação aluguel/preço:

NY: 7.200 x 12 / 2.300.000 = 3,76%

SP: 3.300 x 12 / 615.000 = 6,44%

Ou seja, o proprietário, em tese, consegue quase o dobro da rentabilidade em SP do que em NY. Mesmo com o preço do imóvel subestimado, provavelmente o índice de SP ainda permaneceria abaixo do de NY. Certo, lá ocorreu uma bolha de preços, o que justificaria a diferença. No entanto, o pico dos preços foi há 3 anos, e desde então só vêm recuando.

Claro, não dá para tirar conclusões firmes com base em apenas um caso. No post Bolha Imobiliária no Brasil?, e outros posts relacionados, desenvolvo um pouco mais o tema, e concluo que, apesar de certos exageros localizados, na média não existe uma bolha de preços, pelo menos por enquanto. Os dados desta reportagem vão nessa direção.

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

Comentários (03)

  1. Sim, os preços estão exagerados. A renda das pessoas subiu X, enquanto os preços dos imóveis subiu 2X ou 3X. E a facilidade de financiamento virou uma faca de dois gumes. Por um lado, o financiamento permitiu a compra da casa própria, por outro, os valores dos imóveis subiu tanto, que muita gente não tem mais renda suficiente para comprar. Quem comprava um apartamento de 4 quartos em Brasília por R$ 600.000 em 2007, hoje pelo mesmo preço, compra um de 2 quartos. Será que esta mesma família tem renda hoje suficiente para comprar o mesmo imóvel por R$ 1.200.000?

    Henrique, em 10 de fevereiro de 2012. Responder
  2. “Um apartamento de 100 m2 em área nobre em SP custaria R$ 615 mil”

    Só se for em Itaquera.

    Intel, em 02 de fevereiro de 2012. Responder
  3. Acho que esse imóvel de São Paulo está muito bem alugado. Aqui em Brasília, essa taxa está bem próxima de 2,5% ao mês em vários lugares…

    http://opequenoinvestidor.com.br

    Fábio Portela, em 30 de janeiro de 2012. Responder

Escreva um comentário